Vazou na web loira cavala sofrendo muito no sexo anal na pica por amante no rio de janeiro - 10 min

Categoria:

Tag:

78 visualizações

vote:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

"Olá, me chamo Haline, tenho 30 anos, 1,70 de altura, loira, olhos claros, seios médios, pernas grossas, é uma buceta muito grande, descomunal mesmo, quase não uso biquíni por isso, mas segundo meu marido é um de meus melhores atributos.

Minutos depois ela volta com a escada, posiciona em frente a partilheira e pede me para segurar a escada, ela então começa a subir, e aquela bunda enorme bem na minha cara, percebi que a cavala estava sem calcinha, então ela pegou o pacote de ração e desceu da escada, a hora que colocou os pés no chão teve que tirar a calca pois estava toda enfiada em seu cuzão enorme. Passei vários minutos sofrendo sentindo o vai e vem daquela pica. Eu e meu amante gostoso continuamos a nos encontrar e tudo com ele era tão maravilhoso, fomos ficando próximos demais e já não nos encontrávamos somente pera transar, mas conversávamos e trocávamos carinho eu sempre dizia pra ele que não era pra ter sido tão gostoso na primeira vez, não era pra ter virado um caso era pra ter sido só uma ficada,até que um dia ele me pediu uma foto da minha bunda e eu fiquei de quatro virada pra o espelho ele em pé na minha frente tirou essa foto e levou para casa no celular, se eu soubesse que essa foto seria o fim de tudo eu nunca tinha deixado ele tirar, a mulher dele viu essa foto me ligou falou um monte e ainda por cima disse pra ele que eu quem tinha ligado, ele com todo direito ficou com raiva de mim não me ligou mais, eu então o liguei contei o que de fato tinha acontecido e ele pediu pra voltar eu falei que não era melhor não, temi a reação da esposa dele que disse a mim que postaria a foto nas redes sociais, então terminamos nosso caso,eu não conseguia esquecer aquela língua e o que ela transmitia em mim de jeito nenhum, então uma semana depois resolvi mandar uma mensagem pedindo pra voltar, levei um “coice” ele disse que tinha respeitado a minha decisão e que eu agora precisava respeitar a dele e não dava mais para nos vermos, aceitei não muito feliz mais aceitei, hoje continuo com meu namorido e quando transo com ele prefiro que a lampada esteja apagada só assim posso imaginar que seja o meu amante gostoso peço que o tempo se encarregue de fazer com que eu possa experimentar aquela lingua gostosa de novo.

Ela segurou a respiração e sua barriguinha ficou rígida, durou muito pouco mas eu percebi. [FIM]"– Você não vai se importar com isso não é?"Bem , depois que comi a minha cunhada na casa e cama dela , saímos várias vezes e até hoje damos uma de vez em quanto , certa vez eu ia a Nova Friburgo a Trabalho , liguei para ela e perguntei se ela queria ir comigo para fazer companhia e claro ” METER TB ” ,ela nem pensou muito e aceitou , era uma quinta-feira no verão aqui do Rio de Janeiro , peguei ela em casa as 7:00 hs , fomos então para Friburgo , na estrada ela já começou a dar uns beijos em meu pescoço e dizer que queria chupar uma coisa carnuda , com um sorriso safado abriu meu zíper , tive que tirar o cinto de segurança para ela ficar a vontade , estávamos na estrada entre Parada Modelo e Cachoeira de Macacu , ela botou a minha pica para fora e começou a mamar a pica com um movimento bem devagar , eu tive que diminuir a velocidade , quando vi uma estrada de terra que ia parar em uma espécie de lago , parecia deserto o lugar , parei o carro em baixo de uma árvore , e fomos para o banco de trás , ela estava cheia de tezão e eu idem.

Ver Informações