Morena Rabuda Adora Tomar no Cú - 52 seg

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , , , , , ,

120 visualizações

vote:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (5 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

No momento em que ela entrou, fiquei boquiaberto e de pau duro ao mesmo tempo. Me chamando pra entrar no box pra tomar um banho com ela.

-Ahhhhhh – Foi tudo o que ele conseguiu dizer no momento, e assim que recuperou o fôlego me chamou novamente de puta e repetia sem parar :– Aí que delícia, vai rebola mais, sua puta rabuda, vai, vai, isso, rebola essa buceta no meu pau vai. Parece que ele percebeu a proposta e foi imediatamente ao encontro.

O Felipe ainda embaixo de mim, ouvindo meus gemidos, pega meus peito e começa a mamar, isso me leva a loucura, com a outra mão ele me masturba brincando com meu grelinho e fala pro Pedro “come logo esse cuzinho, essa vagabunda tá adorando seus machos metendo rola gostoso”, solto mais um gemido e ele enfia a cabeça da sua rola, grito, mas o Felipe me distrai atacando ainda mais meu peito e grelinho, o Pedro continua suas envestidas no cu apertado, então relaxo e começo a gostar, ele bomba devagar, vai mais e mais e então eu gozo, gemendo alto e falando palavrões.

Ele puxada meus cabelos com uma das mãos e apertava meus seios com a outra, enquanto enfiava o cacete com toda força.

Minha idade atual não importa, mas na época em que tudo começou eu tinha 18, talvez 19 anos.

Morena bronzeada, Cabelos Longos e Pretos, 1,69 de altura, e 60kg. Quando eu abro a porta do apartamento lá está eu de camisetinha curtinha, branca, sem sutiã e shortinho apertadinho de dormir, eu o comprimentei, ele me deu uma secada de cima embaixo e eu peguei a comida, eu disse p ele esperar p eu pegar o dinheiro, e vim rebolando só p ele me dar mais uma olhada rs, quando cheguei a porta com o dinheiro aquele cara tava obcecado me olhando…eu fingi que nao percebi nada e perguntei a ele se ele sabia trocar lampada pq a do meu quarto queimou, ele disse q sim e q trocaria para mim…. Estamos casados a quase 10 anos e nunca fui fiel a ele, desde o tempo que namorávamos. No outro dia cheguei na escola mais cedo do que o habitual, os ônibus já haviam chegado trazendo os alunos, não havia ninguém dentro da sala, estavam todos conversando no pátio, fiquei chateado, mas logo em seguida o Maurício entrou na sala, fiquei olhando pra ele enquanto ele entrava na sala, ele sentou na cadeira e ficou me olhando e eu sorri sem jeito.

Ver Informações