Brasileira leva Gozada na boca - 11 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , ,

9 visualizações

vote:

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Quando percebeu que eu reagira bem àquela penetração cruel ele passou a bombar, em princípio lentamente e depois com mais força. Ao mesmo tempo, desejei firmemente sentir o mesmo prazer, viver a mesma sensação. Ela continuou tocando, afinal a mãe poderia estranhar não ouvir nada mal saísse de casa…Passados alguns minutos, ela parou de tocar, virou o corpo para ele. Deitei ela novamente na cama e fui descendo a língua até a buceta gozada dela.

O que vou contar aconteceu à 1 ano atrás, desde pequeno eu escutava meus pais transando no quarto deles, no começo eu não entendia bem o que estava acontecendo, depois que cresci, ai sim descobri o que eles faziam. Já foi de costume a alguns anos deste jeito…e gostava de ficara atarde na minha tia…gostava da minha tia….

E eu que esperava ser o caçador, acabei sendo puxado por uma mão grande quente e macia tive certeza de que era vc. Era de descendência brasileira, pele morena (café com leite), bonita, cabelo encaracolada e negro, elegante, com uma bunda saídinha e curvilínea tanto para fora como nos lados, pernas compridas mas grossas que estreitavam desde as coxas bem compostas até aos tornozelos delicados.

Virei de frente pra ele, sentei na mesa e mandei ele botar, sentia aquela piroca gostosa ao mesma tempo do beijo, depois agarrei o corpo dele contra o meu, rebolando e gemendo no ouvido dele e gozamos intensamente!"Aproximava-se o dia do aniversário do tio taradinho de Julia e ela resolveu fazer uma surpresa para ele. Sou mineira mais tenho familiares na regiao de Campinas e sempre passo o Natal e final de ano com eles e em um desses fim de ano precisamente no ano de 2010. Você é muito boa nisso, eu vou gozar. Enquanto puxava seu vestido pelas pernas ia apresentando minha boca as outras partes ainda desconhecidas daquele corpo que vibrava de excitação. Tá amando levar na bunda né?” Ele dizia e eu gemia de dor.

Estava numa festa do trabalho do meu pai a apanhar a maior seca da minha vida.

Ver Informações